Morre Quinho do Salgueiro, ícone do Carnaval carioca, aos 66 anos – Cultura – CartaCapital

0
19


O intérprete Melquisedeque Marins Marques, popularmente conhecido como Quinho do Salgueiro, morreu aos 66 anos nesta quarta-feira 3. Ele era considerado um dos grandes ícones do Carnaval carioca.

A morte foi confirmada pela escola de samba do Rio de Janeiro nas redes sociais. “Hoje o Salgueiro Chora”, diz o início do comunicado da Acadêmicos do Salgueiro. A publicação relembra os grandes sambas interpretados por Quinho ao longo dos seus anos no grupo.

“Quinho não foi apenas um intérprete talentoso; ele foi a voz que ecoou em cada conquista, em cada desfile, e que se entrelaçou intimamente com a alma do Salgueiro”, cita a agremiação.

Pela escola, ficou conhecido por ser a voz em ‘Peguei um ita no Norte’, que tem o famoso verso ‘Explode coração, na maior felicidade’. O samba ‘Tambor’, que deu o título do carnaval de 2009 também teve a voz de Quinho como símbolo.

A causa da morte do sambista foi insuficiência respiratória. Ele estava internado no Hospital Evandro Freire, na Ilha do Governador. Ele estava afastado do carnaval para tratar de um câncer de próstata.

Além da Salgueiro, Quinho foi intérprete de outras grandes escolas de samba no Rio e em São Paulo. União da Ilha, São Clemente, Acadêmicos do Grande Rio, Império da Tijuca e Rosas de Ouro são algumas das agremiações que contaram com a voz do intérprete em seus sambas.





Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here