Mark Zuckerberg constrói complexo ultrassecreto de R$ 500 milhões com bunker no Havaí

0
20


No comando de empresas como Facebook, Instagram e WhatsApp, Mark Zuckerberg, cofundador e diretor-executivo da Meta, está construindo um amplo complexo residencial em Kauai, uma ilha no Havaí. Chamado de “Kualu Ranch”, o projeto de 100 milhões de dólares (aproximadamente R$ 486 milhões na cotação atual ) vai contar com 30 quartos, 30 banheiros e até um bunker — e é mantido sob um sigilo rigoroso, de acordo com a revista “Wired”.


Um grande número de operários da construção já foi demitido por violação de sigilo. À revista americana, um ex-funcionário chegou a dizer que funciona como o “clube da luta”: “Nós não falamos sobre o clube da luta”, disse, em referência à primeira regra do filme de 1999.


No entanto, entrevistas, registros públicos e documentos judiciais dão conta que o local incluirá um abrigo subterrâneo de 464 metros quadrados, que terá seus próprios suprimentos de energia e alimentos. Todo o complexo também será autossuficiente, com tanque de água próprio e produção local de alimentos.


O terreno na ilha pertence a Zuckerberg desde 2014. De acordo com a Wired, a área terá mais de uma dúzia de edifícios, centrados em duas mansões com vários elevadores, escritórios, salas de conferência e uma cozinha de tamanho industrial. Em uma área arborizada, está planejada uma teia de 11 casas na árvore em forma de disco. Elas serão interligadas por pontes de corda, permitindo que os visitantes passem de um prédio para outro enquanto permanecem entre as copas.


Do outro lado das mansões, ainda parece haver um prédio com academia completa, piscinas, sauna, banheira de hidromassagem e quadra de tênis. A propriedade tem outras casas de hóspedes e o dono, Zuckerberg, já organizou dois eventos corporativos no complexo em construção.

 




As mansões também serão interligadas, mas por um túnel que vai até o bunker. A porta do abrigo subterrâneo será construída em metal e preenchida com concreto — um estilo comum em abrigos antiaéreos, por exemplo.


Acidentes já foram relatados

A magnitude da construção também fez surgir acidentes, que foram devidamente silenciados, de acordo com a Wired. A revista conta que em fevereiro, um guindaste que descia de uma estrada íngreme tombou e provocou ferimentos graves no motorista, um morador da ilha de 53 anos. Ele foi levado para o hospital e, pelo que se sabe, voltou à obra.


Em agosto de 2019, no entanto, um outro caso não teve o mesmo final. Após um turno de 12 horas, um vigia da construção ficou impossibilitado de voltar para casa devido às chuvas, já que o quadriciclo que se utilizava na propriedade não conseguia andar. Com 70 anos, ele andou por uma trilha íngreme para chegar à saída da construção, mas sofreu um infarto no meio do caminho e morreu horas depois. A dimensão do sigilo ficou ainda mais evidente após a morte do homem.

Veja também

Haddad diz que STF será o guardião da Reforma Tributária

Reforma Tributária

Haddad diz que STF será o guardião da Reforma Tributária

Prefeitura do Recife e Ministério de Portos e Aeroportos assinam Projeto de Lei para setor aéreo

Projeto de Lei

Prefeitura do Recife e Ministério de Portos e Aeroportos assinam Projeto de Lei para setor aéreo





Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here