Como São Paulo viu ‘compra certa’ de Caio Paulista virar temor de ida ao Palmeiras

0
17


O São Paulo tinha definido desde o título da Copa do Brasil que exerceria a compra de Caio Paulista junto ao Fluminense. Três meses depois, porém, o cenário é de incerteza, com o clube do Morumbi já temendo nos bastidores a possibilidade de o lateral virar reforço do rival Palmeiras.

Segundo apurou a ESPN, a raiz do problema são-paulino está nas condições negociadas com o Fluminense. Quando fechou o empréstimo, os paulistas haviam acabado de perder Reinaldo e só tinham Wellington – que pouco depois se lesionou – na posição para a temporada. Assim, as exigências dos cariocas prevaleceram.

Uma delas foi a de que o valor previsto para a opção de compra deveria ser pago à vista, sem possibilidade de parcelamento. A cifra é de 3,5 milhões de euros (cerca de R$ 18 milhões).

Ter que assumir o valor à vista sempre foi um problema para o São Paulo, como Carlos Belmonte, diretor de futebol, já havia deixado transparecer após o título da Copa do Brasil, quando anunciou publicamente que Caio Paulista seria comprado – mesmo com a condição imposta pelo Flu.

“Caio Paulista será comprado. Já tínhamos tomado essa decisão. Tem o valor que está estipulado, vamos tentar negociar um pouco forma de pagamento, mas vamos comprar. É um jogador importante”, disse.

Apesar da definição pela compra, o São Paulo tem encontrado dificuldades para avançar nas tratativas tanto com o clube carioca, quanto com os empresários do jogador, que é agenciado por Eduardo Uram.

A prioridade do São Paulo para exercer a compra de Caio Paulista vai até o final do ano, período do contrato de empréstimo. Após isso, o Fluminense pode ouvir outras ofertas.

A informação que chegou ao São Paulo, através de pessoas com atuação no mercado, inclusive, é que o Palmeiras está tentando “atravessar” o negócio. O clube alviverde toparia pagar mais ao Fluminense para contar com Caio Paulista em 2024. Isso, claro, interessaria aos cariocas.

Caio Paulista foi emprestado pelo Fluminense no início de 2022 e tornou-se a titular do time de Dorival Júnior durante a temporada – que teve Wellington sofrendo grave lesão ainda no Campeonato Paulista.

Curiosamente, Caio Paulista fez um dos seus melhores jogos com a camisa tricolor justamente contra o Palmeiras, no jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil no Allianz Parque.

Os direitos econômicos do jogador são divididos entre Fluminense, que tem 50%, e Tombense-MG, dona dos outros 50%.

(* com informações de André Plihal e Eduardo Affonso)



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here