A mente brilhante de Manu Gavassi – 14/12/2023 – Rosana Hermann

0
28


Na quarta-feira (13), apareceu um novo vídeo da Manu Gavassi na minha timeline do Twitter. Cliquei e comecei a assistir, pensando: “Que cenário impecável. Que direção perfeita. Como a Manu Gavassi está bem como atriz! Roteiro criativo, tema certeiro, corajoso. Poxa, que vídeo bom, sofisticado, com um não-sei-quê de ‘Black Mirror‘. Caramba, que coisa incrível! Que artista!”.

Vi que ela postou mais uns dois tweets, um dele com um link para seu canal no YouTube. Cliquei e vi a legenda num teaser do novo trabalho de Manu: “3 músicas, 4 curtas, diretamente da minha mente, em uma rede social próxima a você”. Quer dizer que tudo isso foi criação da Manu? Que mente brilhante!

Comecei a ler todos os comentários do YouTube. Eram todos eram elogiosos. Pessoas exaltando a criatividade, o talento, o bom gosto de Manu, o alto nível da produção e concluindo: Manu Gavassi é uma artista de verdade.

Fui procurar a reação das pessoas ao vídeo “Programa de Proteção à Carreira Artística” no Instagram. Muitos nomes de famosos declarando amor, admiração e aplaudindo o post. Bruna Marquezine escreveu: “Eu gosto tanto do seu cérebro”.

Maria Bopp chamou Manu de “campeã olímpica de tiro ao alvo”, pelo tema certeiro, um manifesto pelo direito de ser artista sem entrar no marketing da polêmica. Marina Ruy Barbosa expressou sua admiração. Vitão disse que o filme é genial e chega a doer de tanto que é verdade. Zé Luiz, pai da artista, já não tinha mais palavras para elogiar tanto talento da filha. Imagino o orgulho.

Em todos os lugares a reação de encantamento era a mesma. O que é perfeitamente compreensível. Manu é, como disse um fã, um ponto fora da curva. Uma artista que não se rende à máquina de moer celebridades, que não cai no jogo sintético do sucesso superficial, que não se rende às armadilhas do tudo-pela-fama.

Ela não apenas canta bem, compõe bem, representa bem, como tem um senso estético apuradíssimo. Tudo é belo em seus trabalhos, da direção de arte ao figurino. Suas ideias têm lastro, sua arte tem corpo. Manu é uma artista. Mutante, mas em cada fase de mudança, é verdadeira e coerente.

Confesso que eu estava com saudade de me sentir animada com uma pessoa tão interessante, de poder chamar alguém de “genial” sem ser com deboche. Estamos vivendo numa era de tanta agressividade e ignorância, em que as verdades são sintéticas e as mentiras são reais, a burrice é orgânica e inteligência é artificial que, quando encontramos uma pessoa original expondo sua arte de forma tão intensa, ficamos perplexos.

O vídeo de Manu foi uma injeção de esperança em muita gente. Em poucas horas, foram milhões de views, em todas as plataformas. Foi nessa “buena onda” que entrei de novo em seu perfil e deixei um parágrafo inteiro que uso para encerrar a crônica de hoje, dedicada a Manu Gavassi.

“Meu D’us, que artista completa, corajosa, brilhante. Que mulher linda, talentosa, que senso estético perfeito. Estava com saudade de elogiar uma criadora com tanto entusiasmo. É um alívio poder aplaudir uma ilha de inteligência genuína num mar de tanta mediocridade. Mil vezes parabéns, mil vezes, obrigada.”

Rosana Hermann é jornalista, roteirista de TV desde 1983 e produtora de conteúdo.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here